quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Miguel Manso presidente do PPL SP, Edno e Lindolfo da Executiva Estadual e Carlos Lopes Vice-Presidente Nacional do PPL no Ato em SP

O Partido Pátria Livre (PPL) protocolou no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de São Paulo, na segunda-feira (25), as assinaturas de apoio certificadas pelos cartórios das diversas zonas eleitorais, pedindo a certidão estadual que atesta o total das assinaturas certificadas no Estado. Em frente à sede do TRE, dirigentes e militantes do partido vindos de várias regiões realizaram um ato político e comemoraram o pedido de registro da agremiação portando bandeiras e entoando palavras de ordem, entre elas, “1, 2, 3 4, 5, mil, Partido Pátria Livre é a energia do Brasil”.




O presidente do PPL no Estado de São Paulo, Miguel Manso Perez, em seu pronunciamento, agradeceu o trabalho aguerrido dos militantes e afirmou que “estamos entregando aqui no TRE São Paulo as certidões das assinaturas que recolhemos em dois anos de trabalho incansável da nossa militância, da nossa juventude, de todos vocês. Após a mudança da legislação em 2010, somos o primeiro partido no Brasil a realizar o pedido de registro. O primeiro partido a cumprir todas as normas e requisitos legais”. Com a mudança da legislação, os novos partidos precisam apresentar 490 mil assinaturas validadas e certificadas pelos TREs para obter o registro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).



“Estamos entregando estas assinaturas aqui, hoje em São Paulo, e nesta semana também estaremos entregando em diversos outros estados como Rio Grande do Sul, Ceará, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Santa Catarina, Brasília, Alagoas, Sergipe e Pernambuco”, anunciou Miguel, ressaltando que “vamos agora mobilizar o nosso partido para a entrega das certidões expedidas pelos TREs - que atestam as assinaturas validadas nos estados - no TSE, em Brasília, no próximo dia 24 de agosto”.



O presidente do PPL, exibindo o protocolo, declarou que “vamos registrar o nosso partido para que não haja mais miséria no nosso país, para que ninguém mais passe fome, e não tenha mais nenhum desempregado. Vamos erguer a nossa bandeira verde a amarela por uma Pátria livre e soberana para todo o nosso povo”. Neste momento, as lideranças do PPL presentes cantaram uníssono: “Brava Gente, Brasileira! Longe vá, temor servil! Ou ficar a Pátria Livre, ou morrer pelo Brasil!”.



Durante a entrega das assinaturas no TRE, o ato solene contou com as presenças de várias lideranças nacionais e estaduais do partido. Entre as quais, destacamos o vice-presidente nacional do PPL, Carlos Lopes; do vice-prefeito de São Carlos, Emerson Leal; do presidente do Congresso Nacional Afro-Brasileiro (CNAB) e dirigente do partido, professor Eduardo de Oliveira; da presidente da Federação de Mulheres Paulistas (FMP), Lídia Correa; dos diretores da executiva nacional da Central Geral dos Trabalhadores do Brasil (CGTB), Lindolfo dos Santos; de relação internacional, Maria Pimentel; do Secretario Geral da CGTB Carlos Pereira, do presidente regional da CGTB-SP, Paulo Sabóia; do presidente da União de Moradores de Paraisópolis, Gilson Rodrigues; da secretária-geral da União Nacional dos Estudantes (UNE), Michelle Bressan; da presidente da União Metropolitana dos Estudantes Secundaristas de São Paulo (UMES), Priscila Casali; da vice-presidente da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES), Ana Letícia de Oliveira; além de várias outras lideranças sindicais, da juventude, de movimentos sociais.

Nenhum comentário: